Home / 5 curiosidades sobre o painel de vidro da Raia Olímpica da USP

5 curiosidades sobre o painel de vidro da Raia Olímpica da USP

   5 de julho de 2018                Guardian

Em agosto do ano passado, a Guardian foi escolhida para participar de um novo marco urbano da capital: a instalação de um painel de vidro na Raia Olímpica da Universidade de São Paulo (USP), a maior do Brasil.

 

O painel é capaz de oferecer três benefícios: social, estético e ambiental. A obra alia questões fundamentais, como a beleza urbana e a sustentabilidade. Sem contar o efeito simbólico: a USP, agora, é para todos. Não há mais o confinamento ou o distanciamento que separava este espaço de boa parte da população.

 

É óbvio que uma construção desse porte é sempre recheada de curiosidades, então listamos cinco delas. O que há de novo no painel de visual moderno, leve e agradável que você curte no conforto do seu carro?

 

Painel de vidro x fronteira visual

 

São Paulo tem 12 milhões de habitantes. Um quarto da população (cerca de 3 milhões de pessoas) circula diariamente pela Marginal Pinheiros e será afetada positivamente pela obra do painel.

 

Forte, ecológico e transparente

 

O vidro da Guardian é 100% ecológico e reciclável. São 15 mil m² com alta qualidade óptica. A reflexão é de 8%, um dos mais transparentes do mercado. O painel de vidro temperado tem 12 mm de espessura.

 

E, claro, podemos estender as vantagens do muro de vidro para casas, lojas e prédios. Ele é mais seguro, mais fácil de limpar e dura muito mais que o de alvenaria, pois não enferruja com facilidade.

 

Muro histórico

 

Inaugurada em 1973, a Raia Olímpica da USP é um ponto de encontro de atletas profissionais, como o medalhista Isaquias Queiroz, e de praticantes amadores de remo e canoagem. Abrindo um parêntese: até aquele ano – acreditem –, o Rio Tietê servia de palco para as competições.

 

Só que a poluição infelizmente inviabilizou qualquer prática de esportes nos rios que cercam a capital. O muro de concreto foi construído 23 anos depois da inauguração da Raia Olímpica, em 1996. Ele tem 2,2 km de extensão por 100 m de largura.

 

Painel X Poluição sonora

O novo painel tem três metros de vidro, um metro de concreto e mais um metro de alvenaria, que foi aproveitada do muro antigo. A estrutura abafa os níveis de poluição sonora da Marginal Pinheiros para a raia, de acordo com um estudo da própria universidade.

 

Universidade monitorada, iluminada e integrada

 

O projeto contou ainda com instalação de câmeras de monitoramento, tratamento paisagístico e iluminação de LED. Há um consenso na arquitetura moderna de que as cidades não devem se esconder atrás de muros. O painel de vidro promove justamente isso, uma maior integração entre a USP e a população, entre o Campus e o maior município do país.

 

A Guardian fica extremamente satisfeita por participar desse processo democrático ao oferecer uma verdadeira vitrine para a capital paulista.

Compartilhe:            

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial